13/11/2017 

Bebê de 28 kg com dez meses de idade intriga médicos no México

Família teme pela vida do filho e sofre com alto custo de tratamento

Joaquim Padilha

Um bebê que pesa 28 kg com apenas dez meses de idade vem intrigando os médicos da cidade de Tecomán, no México, e chamando atenção internacional por causa de sua condição.

Luis Manuel Gonzales nasceu pesando 3,5 quilos, quase o mesmo peso de seu irmão. Com dois meses de idade, o bebê já pesava 10 kg, e em oito meses, seu peso triplicou sem uma alimentação reforçada.

“Eu achava que era porque meu leite era bom”, conta a mãe de Luis, Isabel Pantoja, 24 anos, à BBC. Ela e o pai, Mario Gonzales, sofrem com o alto custo dos tratamentos médicos do bebê, enquanto vivem com uma renda de 200 dólares por mês.

Médicos chegaram a dizer à família que o bebê precisaria de injeções de hormônios, que custam 555 dólares cada. A principal suspeita é que ele tenha a síndrome de Prader-Willi, que provoca atraso mental e músculos fracos, problemas cardíacos, entre outras complicações.

As constantes visitas médicas alteraram completamente a rotina da família. “Às vezes precisamos levá-lo três ou quatro dias por semana ao hospital”, conta o pai. O detalhe é que as consultas médicos são realizadas na capital do Estado, Colima, a 37 km de distância.

 

O que mais entristece a mãe de Luis, além da preocupação com sua saúde, é o fato do bebê não poder caminhar nem engatinhar. Mas fora isso, ela diz orgulhosa que ele “já se senta, sustenta a cabecinha e tenta segurar sozinho a mamadeira”.

Há um mês, a nutricionista clínica Silvia Orozco, que mora na Cidade do México, entrou em contato com a família para tentar ajudá-los a achar o que assola o bebê. “Sua vida corre muito risco, mas esperamos poder ajudá-lo a tempo”, diz.

Silvia enviou amostras de sangue de Luis para os Estados Unidos, para comprovar que ele não sofre da síndrome de Prader-Willi, e sem de problemas hormonais. Ela diz que o bebê tem gordura acumulada em todos os órgãos internos.






0 Comentários

REGRAS:
Os comentários feitos no Site são moderados. Seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Também não serão aceitos codinomes. O seu e-mail não será divulgado.

Comentários que não tenham relação clara com o conteúdo reportado, ou que tenham teor difamatório, calunioso, injurioso, de incitação à violência, que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas, com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica, que tenham característica de prática de spam, racista ou a qualquer ilegalidade, também serão vetados.

O Site não se responsabiliza pelos comentários dos leitores-internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às imposições acima.