05/03/2020 

Ronaldinho Gaúcho é preso no Paraguai com suspeita de passaporte falso

Jogador estava em Assunção desde terça (3) para participar do lançamento de um livro e de um programa de saúde para crianças

CORREIO

Ronaldinho está detido no Paraguai (Norberto Duarte/ AFP)

O ex-futebolista brasileiro Ronaldinho Gaúcho foi preso em Assunção, no Paraguai, na noite desta quarta-feira (4). A informação foi divulgada em primeira mão pela jornalista esportiva Soledad, através do seu Twitter. Outros veículos do Paraguai também confirmam o ocorrido. Mais tarde, o ministro do Interior, Euclides Acevedo, também confirmou a informação à uma rádio local. 

De acordo com Soledad, o ministro do Interior, Euclides Acevedo, confirmou a uma rádio que documentos adulterados do ex-atleta foram encontrados. "Muitos advogados se oferecendo para defendê-lo", informou Soledad, por volta das 23h20.

Segundo informações da imprensa paraguaia, o jogador está em Assunção desde terça-feira (3), para participar do lançamento de um programa de saúde para crianças, e de um livro chamado Gênio en la Vida, contando sua história.

No Aeroporto Silvio Pettirrossi, em Luque (região metropolitana da capital Assunção), Ronaldinho teve uma recepção animada, graças à presença de um grande número de fãs. Policiais providenciaram um cerco para evitar a aproximação ao astro. Segundo o jornal ABC, o ex-camisa 10 da seleção brasileira foi ao país para participar do lançamento de um programa social, organizado pela Fundação Fraternidade Angelical. No mesmo dia, estava marcado lançamento do livro que conta sua história. Os dois eventos acontecerão no salão de festas do Iate & Golf Club Paraguaio.

Segundo comunicado oficial, a polícia paraguaia adentrou na suíte em que Ronaldinho estava hospedado com seu irmão Assis e encontrou no local dois passaportes paraguaios falsificados. 






0 Comentários

REGRAS:
Os comentários feitos no Site são moderados. Seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Também não serão aceitos codinomes. O seu e-mail não será divulgado.

Comentários que não tenham relação clara com o conteúdo reportado, ou que tenham teor difamatório, calunioso, injurioso, de incitação à violência, que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas, com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica, que tenham característica de prática de spam, racista ou a qualquer ilegalidade, também serão vetados.

O Site não se responsabiliza pelos comentários dos leitores-internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às imposições acima.