18/06/2019 

Prefeito e vice-prefeito de Coxim são caçados pela Justiça Eleitoral

Aluizio Comekti São José e Edvaldo José Bezerra são suspeitos de abuso do poder econômico e utilização indevida dos meios de comunicação. Defesa vai recorrer

Da Redação / Imagens: Edição de Notícias

Prefeito e vice tiveram mandato cassado - Foto: Edição de Notícias

prefeito de Coxim, Aluizio Comekti São José e o vice-prefeito, Edvaldo José Bezerra, tiveram o mandato caçado pela Justiça Eleitoral de Mato Grosso do Sul. Segundo a decisão da juíza Tatiana Dias de Oliveira Said do dia 12 de junho, que será publicada no Diário da Justiça Eleitoral (DJE) desta terça-feira (18), ambos são suspeitos de prática de abuso do poder econômico e utilização indevida dos meios de comunicação social na campanha que elegeu-os em 2016.

 

Segundo o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), a decisão foi em primeira instância e cabe recurso. Aluízio e Edvaldo não estão afastados do cargo e também não são imediatas as medidas descritas na sentença - inelegibilidade por 8 anos, administração da cidade a cargo do presidente da Câmara Municipal e convocação de novas eleições municipais.

 

Em nota, a assessoria do prefeito informou que, à época, o juiz eleitoral chegou a aplicar multas por matérias veiculadas:

 

"É com surpresa que recebemos a notícia, ainda que informalmente, haja vista que a presente demanda tem origem em uma representação eleitoral datada em 2016, portanto ainda durante o processo eleitoral; e que à época o juiz eleitoral da Comarca de Coxim, apesar de aplicar multa pelas matérias veiculadas, declarou não haver abuso de poder econômico."

 

Ainda em nota, a assessoria informa que o expediente dos servidores municipais não sofrerá alteração. O advogado que representa o prefeito e o vice, Marlon Nogueira Miranda, afirmou que a defesa vai recorrer da decisão: "Eles continuam exercendo suas funções de forma normal até que se esgotem as vias jurídicas cabíveis", declarou. Com G1/MS






0 Comentários

REGRAS:
Os comentários feitos no Site são moderados. Seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Também não serão aceitos codinomes. O seu e-mail não será divulgado.

Comentários que não tenham relação clara com o conteúdo reportado, ou que tenham teor difamatório, calunioso, injurioso, de incitação à violência, que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas, com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica, que tenham característica de prática de spam, racista ou a qualquer ilegalidade, também serão vetados.

O Site não se responsabiliza pelos comentários dos leitores-internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às imposições acima.