09/06/2019 

Homem tenta se suicidar e é salvo por policiais militares em Batayporã

Fato ocorreu na Vila Antônia Nantes

Acácio Gomes, Redação Nova News

Imagem: Acácio Gomes / Arquivo / Nova News

Um homem teve a vida salva por policiais militares de Batayporã ao tentar se suicidar na tarde deste domingo (09). Conforme apurado pelo Nova News, a vítima teria tentado se enforcar com uso de uma corda.

Um membro da família encontrou o homem em um dos cômodos da casa e ligou para o Corpo de Bombeiros de Nova Andradina e também para a Polícia Militar de Batayporã.

Os policiais chegaram rapidamente ao endereço e constataram que a vítima estava em situação de enforcamento. Os militares retiraram o homem da corda e fizeram as manobras de reanimação, conseguindo estabilizar seus sinais vitais.

Na sequência, a vítima foi encaminhada para o Pronto Atendimento Médico de Batayporã e, posteriormente, para o Hospital Regional de Nova Andradina.

 

Devido à distância, a PM assumiu o caso, não sendo necessário do comparecimento do Corpo de Bombeiros. O fato ocorreu na Rua João Tolotti, que fica na Vila Antônia Nantes, nas proximidades da praça do Bairro Nova Era.

 

Valorização da vida

 

O suicídio representa uma parcela expressiva do número de óbitos registrados no Brasil e no mundo e, neste contexto, é considerado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como um problema de saúde pública. Para prevenir estas situações, existe o Centro de Valorização da Vida (CVV).

 

Fundado em São Paulo, em 1962, o CVV é uma associação civil sem fins lucrativos, filantrópica, reconhecida como de Utilidade Pública Federal, desde 1973. Presta serviço voluntário e gratuito de apoio emocional e prevenção do suicídio para todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo e anonimato.






0 Comentários

REGRAS:
Os comentários feitos no Site são moderados. Seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Também não serão aceitos codinomes. O seu e-mail não será divulgado.

Comentários que não tenham relação clara com o conteúdo reportado, ou que tenham teor difamatório, calunioso, injurioso, de incitação à violência, que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas, com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica, que tenham característica de prática de spam, racista ou a qualquer ilegalidade, também serão vetados.

O Site não se responsabiliza pelos comentários dos leitores-internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às imposições acima.