13/03/2019 

Deputado quer CPI para investigar Federação de Futebol de MS

Evander Vendramini quer saber destinação dos recursos recebidos pela instituição

GLAUCEA VACCARI E IZABELA JORNADA

Evander Vendramini quer apurar o destino dos recursos públicos da Federação de Futebol de MS - Foto: Luciana Nassar / ALMS

Deputado estadual Evander Vendramini (PP) afirmou que estuda propor a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul. Segundo disse o parlamentar durante sessão de hoje na Assembleia Legislativa, o objetivo é apurar a destinação de recursos públicos recebidos pela instituição. 

"Queremos saber como está sendo gerido o futebol de Mato Grosso do Sul e o que fizeram com os recursos que são administrados pelo governo do estado através da Fundesporte”, disse.

O deputado lembrou ainda que nos anos 80 o futebol sul-mato-grossense era destaque, com mais de 30 mil pessoas comparecendo no Estádio Morenão em dias de jogo, situação que mudou ao longo dos anos.

“Os estádios vazios, clubes sem incentivo e jogadores desmotivados. Queremos saber o porquê vem caindo. Dirigente que se mantém por mais de 30 anos se acha dono da federação e só vão investir no futebol, os empresários e as marcas ,se houver credibilidade de quem dirige a federação” afirmou Vendramini.

Na CPI, parlamentar pretende apurar apurar quais os valores recebidos do Estado pela Federação e como os recursos foram aplicados. Antes da criação da Comissão, uma reunião deve ser marcada entre deputados e o presidente da Federação, Francisco Cezário de Oliveira, além de uma audiência pública para discutir o assunto.

O deputado Cabo Almi (PT) se manifestou a favor da criação da CPI e fez apelo para que o Governo do Estado interceda. “O Poder Executivo tem força para pedir aos empresários apoio aos clubes”.

Em aparte, Neno Razuk (PTB), relatou como foi sua experiência quando era proprietário de uma escola de futebol e afirmou que os deputados não podem assistir o futebol do Estado ser sucateado.

Para os deputados Barbosinha (DEM) e Herculano Borges (SD), a situação pode melhorar com a Lei do Incentivo ao Esporte, proposta após audiência pública realizada pela Assembleia Legislativa, em agosto do ano passado. Os parlamentares explicaram que é um mecanismo para que empresários incentivem o esporte a partir da destinação de parte da contribuição do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).






0 Comentários

REGRAS:
Os comentários feitos no Site são moderados. Seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Também não serão aceitos codinomes. O seu e-mail não será divulgado.

Comentários que não tenham relação clara com o conteúdo reportado, ou que tenham teor difamatório, calunioso, injurioso, de incitação à violência, que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas, com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica, que tenham característica de prática de spam, racista ou a qualquer ilegalidade, também serão vetados.

O Site não se responsabiliza pelos comentários dos leitores-internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às imposições acima.