27/08/2018 

Reinaldo Azambuja fez mais de mil obras em Mato Grosso do Sul

Ao contrário de gestões anteriores, nenhuma obra do governo Reinaldo está sob investigação

Da Redação / Imagens: Divulgação

Reinaldo Azambuja (PSDB) - Foto: Divulgação

Candidato à reeleição pelo PSDB, o governador Reinaldo Azambuja lembrou na quarta-feira (22) que fez mais de mil obras em sua gestão à frente do Governo do Estado, nenhuma delas sob investigação. “Temos obras de qualidade com projetos e planejamento em todos os 79 municípios de Mato Grosso do Sul. São 1.100 obras, nenhuma sob investigação de desvio de dinheiro, de superfaturamento ou de serviço mal feito”.

 

O governador se reuniu com o grupo social e político “Tamo Junto” para traçar um panorama sobre as ações de governo realizadas de 2015 para cá. “Assumimos no momento mais difícil da economia do Brasil. Enfrentamos crise econômica e moral. Demos conta do recado e não deixamos Mato Grosso do Sul se tornar o que a maioria dos estados se tornou: inadimplentes”, afirmou. “Fizemos Mato Grosso do Sul caminhar bem”, completou.

 

Indicadores econômicos revelam o trabalho responsável desenvolvido por Reinaldo nos últimos anos. Mato Grosso do Sul saiu do último lugar no ranking da transparência em 2014 para a primeira posição nos anos seguintes, conforme a Rede de Controle. O Estado ocupa o primeiro lugar do índice de liberdade econômica, segundo o Centro Mackenzie, e é o segundo no ranking de investimentos, de acordo com o Valor Econômico.

 

Na área social, Mato Grosso do Sul possui a segunda menor taxa de desemprego no Brasil e é o estado que mais aumentou a renda do trabalhador. “Somos a quinta economia mais competitiva do país, conforme o Centro de Liderança Pública”, falou Reinaldo. 

 

Também na quarta-feira (22) o governador se reuniu com correligionários do candidato a deputado estadual Gerson Claro.






0 Comentários

REGRAS:
Os comentários feitos no Site são moderados. Seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Também não serão aceitos codinomes. O seu e-mail não será divulgado.

Comentários que não tenham relação clara com o conteúdo reportado, ou que tenham teor difamatório, calunioso, injurioso, de incitação à violência, que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas, com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica, que tenham característica de prática de spam, racista ou a qualquer ilegalidade, também serão vetados.

O Site não se responsabiliza pelos comentários dos leitores-internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às imposições acima.