24/08/2018 

Mulher que quebrou vidros da prefeitura queria passagem para Turquia

Pedido de internação compulsória já foi feito na Justiça

Luis Gustavo, Da Redação / Imagens: Luis Gustavo/Jornal da Nova

Machado utilizado para quebrar os vidros - Foto: Luis Gustavo/Jornal da Nova

A mulher de 38 anos, que quebrou os vidros da frente do Paço Municipal de Nova Andradina com machado na tarde desta quinta-feira (23), queria que a prefeitura ‘bancasse’ uma passagem para ela ir até a Turquia para se casar e trazer seu noivo.

 

 

Em contato com a secretária da Semcias (Secretaria Municipal de Assistência Social), Julliana Ortega, ela disse que após ser presa por danos ao patrimônio público, a mulher será encaminhada ao Caps (Centro de Apoio Psicossocial) de Nova Andradina, onde ela já estava em tratamento, uma vez que o pedido de internação compulsória já foi feito e aguarda decisão do Poder Judiciário.

 Foram mais de 16 vidros quebrados / Imagens: Luis Gustavo/Jornal da Nova

Durante o surto, a mulher alegava que precisava de uma passagem para a Turquia, onde estava seu noivo, e pretendia reivindicar junto a prefeitura. Ela se descontrolou e quebrou os vidros da fachada com um machado, ao encontrar o Paço Municipal fechado, devido ao decretado de luto oficial pela morte do secretário de finanças e gestão, Walter Fernandes.

 

“Ela chegou a procurar a secretaria para reivindicar a tal passagem, uma vez que a prefeitura, além de não arcar com esse tipo de viagem, nós já sabíamos dos transtornos que ela vinha ocasionando em sua residência e com a família”, frisou a secretária.

 

Conforme apurou o Jornal da Nova, a mulher não é usuária de drogas e sim tem problemas psicológicos, faz tratamento e uso de medicamentos controlados.

 

Ela saiu de sua casa no bairro Horto Florestal com o machado em mãos e se dirigiu até a frente da prefeitura, onde quebrou mais de 16 vidros da frente.

 






0 Comentários

REGRAS:
Os comentários feitos no Site são moderados. Seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Também não serão aceitos codinomes. O seu e-mail não será divulgado.

Comentários que não tenham relação clara com o conteúdo reportado, ou que tenham teor difamatório, calunioso, injurioso, de incitação à violência, que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas, com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica, que tenham característica de prática de spam, racista ou a qualquer ilegalidade, também serão vetados.

O Site não se responsabiliza pelos comentários dos leitores-internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às imposições acima.