13/04/2018 

Governo propõe salário mínimo de R$ 1.002 para 2019

Caso seja aprovado pelo Congresso Nacional, remuneração será 5,03% superior ao atual mínimo de R$ 954

R7, Record TV,

Imagem: Marcos Santos / USP

O governo federal propôs nesta quinta-feira (12) o aumento do salário mínimo para R$ 1.002 em 2019. A alta de 5,03% foi apresentada pela LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) e ainda deve ser aprovada pelo Congresso Nacional.

 

Como a expectativa do Ministério do Planejamento é por uma inflação de 3,64% para este ano, o novo mínimo representará um ganho real de 1,34% em 2019. Atualmente, a remuneração mínima paga aos trabalhadores brasileiros é de R$ 954, valor que foi reajustado em 1,81% e resultou em críticas por ser inferior à inflação de 2,07% do ano passado.

 

Por lei, até 2019, o salário mínimo brasileiro será definido com base no crescimento da economia de dois anos antes mais a inflação pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), índice próximo ao IPCA.

Diante das expectativas, o governo também projetou alta do salário mínimo para R$ 1.076 no ano de 2020 e R$ 1.153 em 2021. Caso as projeções sejam confirmadas, significa que a remuneração básica paga aos profissionais subirá 20,85% nos próximos três anos.

 

Para 2020 e 2021, a equipe do Ministério do Planejamento afirma que as propostas foram desenvolvidas com a suposição de que a regra atual continue em vigor. "É só uma hipótese de trabalho, sabendo que uma nova regra deverá ser apresentada", destaca o governo.

Previdência

Segundo o Ministério do Planejamento, o aumento do salário mínimo de R$ 954 para R$ 1.002 no ano que vem terá impacto de R$ 16,8 bilhões nos cofres da Previdência Social.

 





0 Comentários

REGRAS:
Os comentários feitos no Site são moderados. Seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Também não serão aceitos codinomes. O seu e-mail não será divulgado.

Comentários que não tenham relação clara com o conteúdo reportado, ou que tenham teor difamatório, calunioso, injurioso, de incitação à violência, que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas, com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica, que tenham característica de prática de spam, racista ou a qualquer ilegalidade, também serão vetados.

O Site não se responsabiliza pelos comentários dos leitores-internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às imposições acima.