12/04/2018 

Maconha é encontrada em leite de mães que fumam a erva

Os estudiosos concluíram que os bebês destas mulheres ingeriram, em média, 2,5% da dose usada por suas mães.

Dourados News

Uma pesquisa realizada por profissionais da Universidade de Tecnologia do Texas apontou que mulheres que fumam maconha podem ter concentrações de um substrato da droga em seu leite materno.

De acordo com o artigo publicado no periódico "Obstetrics & Gynecology", da Sociedade Americana de Ginecologistas e Obstetras, divulgado no site “Uol”, oito mulheres que se consideravam usuárias da droga e que estavam amamentando bebês de 2 a 5 meses, ficaram 24 horas de abstinência.

Após este período, as participantes foram orientadas a inalar 0,1 g da planta, que continha 23% de tetraidrocanabinol (THC) — substância que provoca o famoso ‘barato’.

Logo depois, amostras do leite destas mães foram coletadas em quatro estágios diferentes: 20 minutos, uma hora, duas horas e quatro horas após o consumo.

Os estudiosos concluíram que os bebês destas mulheres ingeriram, em média, 2,5% da dose usada por suas mães.






0 Comentários

REGRAS:
Os comentários feitos no Site são moderados. Seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Também não serão aceitos codinomes. O seu e-mail não será divulgado.

Comentários que não tenham relação clara com o conteúdo reportado, ou que tenham teor difamatório, calunioso, injurioso, de incitação à violência, que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas, com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica, que tenham característica de prática de spam, racista ou a qualquer ilegalidade, também serão vetados.

O Site não se responsabiliza pelos comentários dos leitores-internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às imposições acima.