26/03/2018 

PSDB tenta sufocar rivais com união de forças nos municípios

Azambuja reuniu dezenas de aliados e prefeitos em Aquidauana

DA REDAÇÃO

Azambuja discursa na pré-campanha em Aquidauana - Foto: André Maganha/Divulgação

O PSDB tenta sufocar os potenciais adversários políticos na sucessão estadual com a união de forças partidárias na pré-campanha pelo interior do Estado.

No Fórum MS que Dá Certo, o governador e pré-candidato à reeleição, Reinaldo Azambuja, procurou dar demonstração de força política reunindo mais de 2.500 pessoas na Associação Recreativa Paraguaia do município de Aquidauana. Cerca de 20 prefeitos da região e de outras partes do Estado participaram do evento para manifestar apoio à reeleição do governador.

Os seus rivais também estão correndo atrás de apoio, como o ex-governador André Puccinelli (MDB) e o juiz federal aposentado Odilon de Oliveira (PDT). O atual governador já avisou o PSDB da importância da ampla aliança para ganhar as eleições.

E essa aliança já conta hoje com o PRB. O senador Pedro Chaves, que trocou o PSC pelo partido controlado pela Igreja Universal do Reino de Deus, estava muito próximo do juiz Odilon. Mas, em Aquidauana, ele estava no palanque de Azambuja.






0 Comentários

REGRAS:
Os comentários feitos no Site são moderados. Seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Também não serão aceitos codinomes. O seu e-mail não será divulgado.

Comentários que não tenham relação clara com o conteúdo reportado, ou que tenham teor difamatório, calunioso, injurioso, de incitação à violência, que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas, com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica, que tenham característica de prática de spam, racista ou a qualquer ilegalidade, também serão vetados.

O Site não se responsabiliza pelos comentários dos leitores-internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às imposições acima.