06/02/2018 

Santa Casa é investigada por insuficiência de profissionais

Em um único plantão, sete pessoas morreram na unidade

DA REDAÇÃO

Hospital é investigado por não ter equipes suficientes - Foto: Paulo Ribas/Correio do Estado

Investigada por insuficiência de médicos e enfermeiros na área vermelha do setor de urgência e emergência (pronto-socorro), a Santa Casa de Campo Grande passará por reinspeção sanitária nos próximos 30 dias. O pedido do Ministério Público (MPMS) é para confirmar o cumprimento das obrigações contidas no relatório técnico de outubro do ano passado. 

Inquérito civil, da Promotoria da Saúde Pública da Capital, apura a falta de profissionais na área que é uma das mais críticas do hospital.

O caso é analisado desde maio de 2017, quando os vereadores Carlos Borges (PSB), Ayrton Araújo (PT), Hederson Fritz (PSD) e Valdir Gomes (PP) denunciaram a falta de profissionais da saúde no local, após visita. 

No mesmo período, foi constatada a morte de sete pacientes em um único plantão. A Santa Casa chegou a ter de prestar esclarecimentos e encaminhar o prontuário dos doentes que faleceram e a escala dos médicos plantonistas dos dias apurados. 

*Leia reportagem, de Gabriela Couto, na edição de hoje do jornal Correio do Estado.






0 Comentários

REGRAS:
Os comentários feitos no Site são moderados. Seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Também não serão aceitos codinomes. O seu e-mail não será divulgado.

Comentários que não tenham relação clara com o conteúdo reportado, ou que tenham teor difamatório, calunioso, injurioso, de incitação à violência, que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas, com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica, que tenham característica de prática de spam, racista ou a qualquer ilegalidade, também serão vetados.

O Site não se responsabiliza pelos comentários dos leitores-internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às imposições acima.