06/02/2018 

Gaeco cumpre mandados na prefeitura de Dourados e sai com malotes e caixas com documentos

As ações ocorreram na Semed e na Secretaria de Administração, no setor de Recursos Humanos.

Da Redação / Imagens: Osvaldo Duarte

O objetivo da operação consiste em apurar possíveis irregularidades nas contratações de professores temporários / Imagens: Osvaldo Duarte

Policiais militares do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) cumpriram, desde as primeiras horas desta segunda-feira (5), mandados de busca e apreensão na Prefeitura Municipal de Dourados. 

 

Segundo o “Dourados News”, a operação, denominada Volta às Aulas, é conduzida pela 16ª Promotoria de Justiça e apura a suposta contratação ilegal de professores temporários para a rede municipal de ensino da cidade em detrimento de professores já aprovados em concurso público. 

 

As ações ocorreram na Semed (Secretaria Municipal de Educação) e na Secretaria de Administração, no setor de Recursos Humanos. 

 

Com diversas caixas e malotes contendo documentos, policias deixaram a Semed e o setor de Recursos Humanos da Secretaria de Administração.

 

Os agentes se deslocaram até a sede do Ministério Público Estadual do município, onde a papelada será entregue à 16ª Promotoria de Justiça, responsável pelas investigações. 

 

Em nota à imprensa, a assessoria de comunicação do município informou que a prefeita Délia Razuk (PR), recebeu com naturalidade a equipe policial e que deseja o esclarecimento dos fatos.

 

O processo corre em segredo de Justiça e a promotoria não irá se pronunciar sobre a operação ocorrida nesta segunda-feira (5).






0 Comentários

REGRAS:
Os comentários feitos no Site são moderados. Seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Também não serão aceitos codinomes. O seu e-mail não será divulgado.

Comentários que não tenham relação clara com o conteúdo reportado, ou que tenham teor difamatório, calunioso, injurioso, de incitação à violência, que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas, com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica, que tenham característica de prática de spam, racista ou a qualquer ilegalidade, também serão vetados.

O Site não se responsabiliza pelos comentários dos leitores-internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às imposições acima.